24/03/2010

Manter o rítmo depois do climax

Ontem, publiquei o cap clímax do livro em que há o tão esperado beijo. Uma leitora, então, comentou: e agora? É nesse ponto que o desafio começa, pois segurar o público para mergulhar no dia a dia do relacionamento sem cair o interesse não é um caminho previsível. Eu ja fiz isso em Um Coração em Guerra. Minha segurança é que as leitoras também namoram militares. Só não sei quantas delas. Tenho que equilibrar os pratos... O enredo não pode causar distanciamento das demais. Pra isso, tenho que evitar ser tão específica. Gostaria de publicar todo dia. Mas, não tenho tempo. Estou no ônibus postando do meu N95. Preciso comprar um com teclado querty. Ao mesmo tempo tenho que juntar dinheiro pra publicar um livro que estou editando. Esse também é um motivo de não atualizar com mais frequência. Ontem à noite, quase dormi no teclado literalmente. Meu trabalho funcional me demanda muito.(Amo o que faço como publicitária. Agora estou editando uma revista e um site de uma grande empresa.) Porém, meu coração está nos livros. Há concurso de dança, de atriz, de cantor... na Tv. Mas, quem se importa com livros? Se eu pudesse pedir um desejo, eu queria uma editora. Já tentei, mas há um firewall. Bj Li.

Nenhum comentário: